domingo, 7 de junho de 2009

LÉO - CÚ LINDO - GORDO E PELUDO

Finalmente tirei o atraso.
Minha família foi bem cedo numa quinta-feira a Salinas, véspera do feriado de primeiro de maio.
Não tive como ir, pois tinha serviço pendente e fiquei de chegar ao final da tarde.
Pela manhã de quinta, trabalho normal.
Ao chegar a casa na hora do almoço, para arrumar minhas coisas, dei folga a empregada, pois já tinha lanchado no trabalho, foi aniversário de uma funcionária.
Tomei banho e fui a internet.
Na sala de bate papo da UOL, comecei a conversar, apareceu um rapaz, novo, geralmente não gosto, de 27 anos, mas me atraiu por ser gordinho e peludo.
Falou que estava em um cyber na nove de janeiro.
Fomos ao MSN, como sempre uso fotografia falsa e um programa de web cam que simula, não aparecendo a sua imagem.
Por seu casado e muito conhecido na cidade, tenho que me cercar de muitos cuidados.
Pela web, ele era bem melhor que ao se descrever. Gostei muito.
Marcamos por volta das seis da tarde, liguei para minha mulher em Salinas e disse que só chegaria à noite ou bem cedo no primeiro de maio, pois ainda tinha muito serviço pendente.
Peguei esse amigo, que vou chamar de Léo, ao lado do Museu.
Falei que tinha que ser rápido, pois ainda ia viajar, ele ficou me chupando no carro, enquanto eu dirigia por ruas pouco movimentadas, acabei gozando e ele engoliu tudo.
Fiquei com muita vontade de comer aquele CÚ maravilhoso, gordo e peludo, mas não tenho coragem de entrar no mesmo carro com homem em motel.
Assim, combinamos, que deixarei ele perto do Castelinho, eu entrava, ligava e ele me encontrava lá dentro, no AP.
Foi feito, entrei sozinho, coloquei óculos escuros e boné. Chegando ao quarto liguei pra ele, ele pegou um táxi, chegou à portaria, liberei a entrada e ele chegou.
Fomos tomar banho, Léo era muito gostoso, um gordo muito bom. Ele me ensaboou e ficou pegando no meu pau.
Fomos ao quarto ele voltou a me chupar, pediu que eu lhe desse porrada, estranhei, mas como estava cheio de tesão, passei a lhe bater no rosto e dando muros na sua costa.
Ele ficou de 4, e abriu o cú peludo e gordo, passei a lhe meter com força, ele reclamou, afirmando que fazia muito tempo que não dava, fui com mais calma, coloquei um pouco mais de KY e passei a bombar aquela BUNDA, gozei muito, quase que sai da camisinha.
Ele tirou a camisinha e ficou me chupando.
Pouco tempo depois, fiquei com vontade de transar novamente, ele ficou chupando meu cú e coloquei-o de frango assado e novamente comi aquela bunda magnífica.
Determinada hora tirei meu pau e pedi para ele abrir o CÚ, vi que estava arrombado, com um enorme buraco, tirei a camisinha, e bati uma punheta, gozando naquele CÚ lindo.
Ele queria mais, mas pedi um tempo, afinal não sou um jovem que se restabelece em um minuto.
Depois de um tempo, ele sentou no chão, e fiquei de pé, ele me chupando, pedindo que eu lhe desse tapas na cara, fiz, quanto mais eu batia, mas ele gostava.
Gozamos juntos, eu na boca dele e ele no chão.
Já era mais de nove horas, pedi um táxi, ele foi embora, e tomei banho.
De lá fui direto a Salinas, chegando quase a meia noite.
Fiquei pensando no Léo, mas o celular dele só está caindo na caixa postal.
Léo de CÚ maravilhoso, gordo e peludo, entre em contato.

Um comentário:

Anônimo disse...

Sou gordo e peludo, mais gosto de me vestir de me mulher para o ato, polly_000@hotmail.com